NOTÍCIAS

Fique ligado por tudo que acontece, novidades, curiosidades e afins.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE TIRO IGUALA REGRAS DAS PROVAS FEMININAS E MASCULINAS

GUILHERME COSTA (GLOBO ESPORTE) - 26/12/2017

Tiro esportivo, que até 2016 tinha muito mais provas masculinas que femininas, já havia igualado o número de disputas, e agora terá exatamente as mesmas regras para os dois sexos


Por Guilherme Costa, São Paulo

 

A Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF) divulgou, nesta terça-feira, mais uma série de medidas fazem parte das ações para igualarem as participações dos gêneros masculino e feminino nos eventos oficiais.

As disciplinas Carabina de Ar 10m Feminino e Pistola de Ar 10m Feminino aumentarão de 40 para 60 tiros. Nos Jogos do Rio, as mulheres fizeram, na primeira fase, apenas 40 disparos, contra 60 na categoria masculina. Agora, já para o ano que vem, as regras serão exatamente iguais.

As disciplinas Carabina 3 Posições Feminino aumentarão das três séries de 20 tiros para três de 40 tiros.

As disciplinas Fossa Olímpica Feminino e Skeet Feminino aumentarão de 75 para 125 pratos, igualado o número das disputas masculinas.

O tiro esportivo foi um dos esportes que mais mudou o programa da Olimpíada do Rio para os Jogos de Tóquio 2020. No Brasil, foram disputadas 15 provas, nove masculinas e seis femininas. No Japão, o número é o mesmo: 15 disputas darão medalhas, mas a distribuição é diferente: seis masculinas, seis femininas e três mista.